5 motivos que mostram por que a energia solar é a escolha certa em 2020

Publicado em de de

Não faltam razões para investir em energia solar em 2020 – aumentos na conta de energia elétrica e redução do custo de instalação estão entre os pontos atrativos

Se você está pensando em investir em energia solar, 2020 é o momento perfeito para isso. E por diversos motivos. Preços mais acessíveis, possíveis mudanças nas regras de geração distribuída, valorização do imóvel (em um momento importante da economia) e mais alguns motivos que certamente irão convencê-lo de que é o momento ideal de investir em energia solar fotovoltaica.

Como funciona a energia solar?

Faça um orçamento gratuito

1 – Os equipamentos mais acessíveis

Nos últimos oito anos, desde que a geração distribuída foi regulamentada no Brasil, os componentes do sistema fotovoltaico tiveram um queda média de 50% no valor. Esse dado traz consigo uma outra boa notícia: a energia solar está se espalhando pelo país, embora ainda não seja o suficiente para ter uma participação importante na matriz energética.

A disparada do dólar nos últimos dias inevitavelmente fez o preço aumentar um pouco, já que a maior parte dos equipamentos é produzida fora do país. Mas a dinâmica de queda foi tão importante nos últimos oito anos que esse reajuste por conta da flutuação da moeda norte-americana ainda deixa o sistema fotovoltaico como uma solução sustentável rentável e acessível. A perspectiva para os próximos anos, no entanto, é de que os preços se estabilizam. 

2. Possibilidade de mudança na regulamentação da geração distribuída

Você já deve ter ouvido falar sobre a proposta da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) de modificar alguns pontos da Resolução 482/2012. Polêmico e controverso, o projeto da agência vai na contramão das ações sustentáveis promovidas no mundo e tem a pretensão de taxar a geração de energia solar. Em nosso blog, você pode entender de forma mais aprofundada os motivos pelos quais a Elysia é totalmente contrária à mudança. 

Mas, como um órgão autônomo, a Aneel pode levar adiante as modificações, mesmo sendo um considerado um retrocesso. Na prática, além de impedir o avanço de uma energia limpa e renovável no país, as mudanças podem elevar o prazo de retorno do investimento em energia solar. Como não há a certeza de quando as mudanças podem ser adotadas, é uma boa alternativa realizar o investimento ainda em 2020 para garantir juridicamente a entrada nas regras atuais.

3. Aumentar o valor do imóvel

Quem está tentando vender seu imóvel no Brasil, certamente está enfrentando dificuldades, já que a baixa demanda e a alta oferta de opções está fazendo o preço cair. Mas uma forma de elevar o valor do imóvel e fazê-lo ter um diferencial é a adoção de práticas sustentáveis. Entre elas, a geração de energia solar. De acordo com pesquisas do mercado imobiliário, um imóvel que gera sua própria energia pode ter uma valorização de até 10%. A contribuição ambiental e a diminuição do custo com energia elétrica pesam favoravelmente ao imóvel.

4. Contribuir para a redução da emissão de CO2

Os efeitos do aquecimento global podem ser notados em diversas locais do mundo. Enchentes, chuvas concentradas em um curto espaço de tempo, tsunamis, vendavais – exemplos de desastres naturais não faltam para comprovar a conexão do aquecimento global com os problemas ambientais. E 2020 será mais um ano decisivo para que os países implementem mudanças estruturais que diminuam a emissão de gases do efeito estufa na atmosfera. O Brasil, é claro, está incluído neste rol de nações que irão – obrigatoriamente – investir no crescimento de energias renováveis. Neste contexto, entra a geração de energia solar, que pode ser um dos protagonistas no combate ao aquecimento global. Investir em um sistema fotovoltaico é uma contribuição para você, para sua família, para seus vizinhos e para todo o planeta.

5. 2020 será de mais aumentos na conta de luz

De acordo com a Aneel, as contas de luz dos consumidores de todo o país poderão ter um aumento médio de 2,42% em 2020. Esse é um reajuste previsto na esfera federal. Nos estados, também estão previstos mais aumentos na conta de luz. Em 2018, por exemplo, a média de aumento da conta de luz no Rio Grande do Sul foi de 20%. Não é uma novidade, porém, uma vez que o Brasil ocupa a 4ª posição no ranking de carga tributária incidente sobre a conta de energia, conforme dados da Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan). Com a geração de energia solar, no entanto, o consumidor atinge a independência energética e passa a ser o gerador da própria energia. A redução na conta de luz, com o uso de energia solar, pode chegar a 95%.



ISSO PODE SER INTERESSANTE TAMBÉM:

Financiamento de energia solar - Elysia Energia Solar Porto Alegre Rio Grande do Sul

, ,

Financiamento de energia solar: conheça outras linhas de crédito disponíveis no mercado

Continue lendo
Aumento na conta de luz dos gaúchos - Elysia Energia Solar Porto Alegre Rio Grande do Sul

,

Quase 3 milhões de consumidores terão aumento na conta de luz no Rio Grande do Sul

Continue lendo
Sistema fotovoltaico residencial no RS - Elysia energia solar Vale dos Sinos

,

5 perguntas que devem ser respondidas antes da escolha pela empresa de energia solar

Continue lendo

, ,

Já imaginou ficar livre dos aumentos na conta de luz?

Continue lendo