Energia fotovoltaica em Porto Alegre: capital supera marca de 10 megawatts de potência instalada

Publicado em de de

Porto Alegre, no entanto, ainda ocupa a quinta posição no ranking do Rio Grande do Sul – liderança é de Caxias do Sul, seguida de Santa Cruz

A energia fotovoltaica está em plena expansão na capital gaúcha. Um mapeamento da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR) indica que Porto Alegre ultrapassou na última semana a marca de 10 megawatts (MW) operacionais em geração distribuída a partir da fonte solar. Apesar da marca, a cidade ocupa a quinta posição no ranking da geração distribuída solar fotovoltaica no Rio Grande do Sul.

Faça um orçamento gratuito

Atualmente, a capital possui 1.110 sistemas em operação nas residências (81,8%), comércios (17,0%), indústrias (0,7%) e prédios públicos (0,5%), que abastecem 1.328 consumidores. No Rio Grande do Sul, Caxias do Sul é o primeiro em potência instalada, seguida por Santa Cruz do Sul, Novo Hamburgo e Santa Maria. No Estado inteiro, a energia solar ultrapassou recentemente o patamar de 400 megawatts (MW) operacionais em geração distribuída. Os gaúchos ocupam a segunda posição no ranking da geração distribuída solar fotovoltaica no Brasil.

Como funciona a energia solar?

Atualmente, 34.674 sistemas fotovoltaicos estão em operação em todo território gaúcho, presentes em 99,4% dos municípios da região. De acordo com a ABSOLAR, a geração distribuída solar do Rio Grande do Sul representa atualmente 13,5% da potência instalada total da modalidade no Brasil.

Desempenho gaúcho supera muitos países do hemisfério norte

O diretor da ABSOLAR, Rodrigo Sauaia, destaca que mesmo em locais com clima mais frio no Brasil, como é o caso da região Sul, o desempenho da tecnologia fotovoltaica é ainda muito superior em comparação com países mais desenvolvidos do hemisfério norte. 

Há motivos de sobra para esse fenômeno ocorrer. A energia solar fotovoltaica reduz o custo de energia elétrica da população, aumenta a competitividade das empresas e desafoga o orçamento do poder público, beneficiando pequenos, médios e grandes consumidores. O Brasil possui condições privilegiadas para se tornar uma liderança mundial na área.

Para Mara Schwengber, coordenadora estadual no Rio Grande do Sul da ABSOLAR, a região é estratégica no país para o desenvolvimento da fonte solar fotovoltaica. Segundo ela, o estado gaúcho possui um grande potencial para a tecnologia fotovoltaica. E, com a atual presença da solar fotovoltaica na geração distribuída, o mercado contribui de forma significativa para o desenvolvimento sustentável e econômico de toda a região.



ISSO PODE SER INTERESSANTE TAMBÉM:

Cobrança ICMS - Elysia energia solar Porto Alegre

,

Decisão judicial impede cobrança de ICMS sobre excedente de energia solar

Continue lendo

,

Energia fotovoltaica em Porto Alegre: capital supera marca de 10 megawatts de potência instalada

Continue lendo
Elysia energia solar e eólica

,

Solar e eólica já representam quase 10% da energia produzida no mundo

Continue lendo
Novos modelos de painéis soares

, ,

Pesquisa da USP afirma que energia solar será fundamental na retomada econômica pós-pandemia

Continue lendo