Conta de luz - Elysia energia solar

Pesquisa indica que 87% das pessoas acham conta de luz cara no país

Publicado em de de

Levantamento confirma tendência nacional de crescimento dos consumidores que apontam uma série de descontentamentos com o preço que pagam na sua conta de luz

Um levantamento feito pela Associação Brasileira dos Comercializadores de Energia (Abraceel), em parceria com o Ibope, mostrou que 79% dos entrevistados gostaria de ter um mercado livre para escolher a sua fornecedora de energia. O percentual é 10% maior do que o obtido na avaliação de 2018. 

Segundo a Pesquisa de Opinião Pública 2019 sobre o que pensa e quer o brasileiro do setor elétrico, lançada em outubro, 68% dos entrevistados trocariam hoje a sua fornecedora de energia. Os dados revelam que 87% das pessoas consideram sua conta de energia cara, número que subiu 4% em relação ao ano passado. 

Aqueles que consideram excessivos os impostos cobrados em sua conta de luz são 65%, e 64% disseram fazer esforço para economizar energia para não atrapalhar o orçamento familiar. Para 57% da população, o custo da energia cairia caso houvesse abertura do mercado.

Objetivo da pesquisa

De acordo com a Abraceel, o objetivo da pesquisa foi o de saber a opinião dos cidadãos sobre a possibilidade de escolher seu fornecedor e até mesmo de produzir sua própria energia. Foram ouvidas 2.002 pessoas, entre os dias 23 e 27 de maio, de 16 a 55 anos, em todas as regiões do Brasil.

“Os resultados apontam um crescimento constante no interesse do brasileiro em ter liberdade de escolha. O Brasil não pode caminhar na contramão do mundo. Países desenvolvidos abriram seus mercados de energia e desfrutam de uma economia e de um crescimento de produção que o nosso mercado também merece”, disse o presidente da Abraceel, Reginaldo Medeiros. 

Segundo Medeiros, o mercado livre no Brasil já existe, embora restrito a grandes consumidores, que alcançaram uma economia em torno de R$ 185 bilhões nos últimos 16 anos.

Principais resultados

—> A pesquisa mostra que 65% da população considera excessivos os impostos na sua conta de luz.

—> 87% consideram cara sua conta de energia (esse número subiu 4% em relação ao ano passado).

—> 64% da população apontou um esforço em economizar energia para não atrapalhar o orçamento familiar.

—> 79% gostaria de ter um mercado livre para escolher a sua fornecedora de energia (esse posicionamento cresce com a escolaridade e foi acentuado nas capitais). Um crescimento de 10% sobre o número avaliado em 2018. Entre os pesquisados com  nível mais elevado de escolaridade e renda familiar esse número chega a 82%.

—> 68% dos entrevistados trocariam hoje a sua fornecedora de energia.



ISSO PODE SER INTERESSANTE TAMBÉM:

importação de módulos

Recorde: Trimestre registra o maior volume de importação de módulos FV na história do Brasil

Continue lendo
tarifas de energia elétrica

Medida provisória de redução das tarifas de energia assinada pelo presidente Lula

Continue lendo
tendências em tecnologia solar

,

Explorando as tendências em tecnologia solar: inovação rumo a um futuro sustentável 

Continue lendo
ons inovaberta

ONS lança InovAberta para impulsionar inovação no setor elétrico brasileiro

Continue lendo