matriz energetica brasileira

Matriz elétrica brasileira atinge 200 GW com a usina solar Boa Sorte I em operação

Publicado em de de

A energia elétrica brasileira alcançou uma marca histórica com a entrada em operação da usina solar Boa Sorte I, localizada em Paracatu, Minas Gerais.

Esta conquista não só demonstra o protagonismo do Brasil na transição energética global, mas também destaca o compromisso do país com o desenvolvimento econômico e social sustentável, impulsionado por fontes de energia limpas e renováveis e ajudando nos números da matriz elétrica brasileira.

De acordo com os dados da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), dos 200 GW alcançados, impressionantes 84,25% provêm de fontes renováveis, evidenciando um compromisso sólido com a sustentabilidade.

Faça aqui seu orçamento de energia solar

As principais fontes renováveis incluem energia hídrica, eólica e biomassa, enquanto o restante é proveniente de fontes não renováveis, como gás natural, petróleo e carvão mineral. 

A autorização para a operação comercial da usina fotovoltaica Boa Sorte I, emitida pela ANEEL, marca um ponto crucial nessa jornada energética.

Marca histórica para a matriz elétrica brasileira

O Ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira, enfatizou a importância desse marco, destacando o equilíbrio entre segurança energética e tarifas acessíveis para os brasileiros, com grande ajuda da energia solar.

Além disso, o diretor-geral da ANEEL, Sandoval Feitosa, celebrou o progresso alcançado, ressaltando que, em menos de três décadas, a capacidade instalada no país triplicou, graças ao impulso das energias renováveis.

Ele destacou ainda a previsão de um crescimento adicional na geração de energia elétrica nos próximos anos, indicando um futuro promissor. 

Em paralelo ao avanço da matriz elétrica centralizada, o Brasil também testemunha um crescimento notável na micro e minigeração distribuída (MMGD), onde os consumidores geram sua própria energia a partir de fontes renováveis.

Com mais de 2,4 milhões de sistemas conectados à rede, totalizando uma potência instalada de mais de 27,7 GW, essa modalidade energética está se consolidando como uma importante contribuição para a diversificação e descentralização do sistema elétrico brasileiro. 

Para mais informações sobre o crescimento e expansão da oferta de energia no Brasil, acesse https://portalrelatorios.aneel.gov.br/. 



ISSO PODE SER INTERESSANTE TAMBÉM:

Marco legal do hidrogênio verde é aprovado pelo Senado 

Continue lendo

Plano Safra é lançado com taxas reduzidas para projetos de energia solar.

Continue lendo

O consumo de energia no mercado livre aumentou 10% em maio, de acordo com a EPE

Continue lendo

, , ,

Energia solar por assinatura no Brasil: Entenda quais são os obstáculos e as expectativas 

Continue lendo