Energia solar no espaço - Elysia sistema fotovoltaico RS

Energia solar no espaço: já imaginou sistemas fotovoltaicos em órbita?

Publicado em de de

Energia solar no espaço: é sobre isso que pesquisadores estão se debruçando, com o objetivo de transmitir energia solar para o planeta 

Parece ficção científica: gigantescas usinas solares flutuando no espaço e que enviam enormes quantidades de energia para a Terra. Por muito tempo, isso foi apenas uma inspiração para escritores. Um século depois, porém, cientistas estão fazendo grandes avanços para transformar esse conceito em realidade.

A mudança climática é o maior desafio do nosso tempo. Desde o aumento das temperaturas globais até a mudança nos padrões climáticos, os impactos das mudanças climáticas já estão sendo sentidos em todo o mundo. Superar esse desafio exigirá mudanças radicais na forma como geramos e consumimos energia.

E uma possível maneira de dar conta disso seria gerar energia solar no espaço. Uma estação de energia solar baseada no espaço poderia orbitar para captar energia do sol 24 horas por dia. A atmosfera da Terra também absorve e reflete parte da luz do sol, então, as células solares acima da atmosfera receberão mais luz solar e produzirão mais energia.

Desafio é como transmitir energia para o planeta

Mas um dos principais desafios a superar é como montar, lançar e implantar essas estruturas. Uma solução proposta é desenvolver milhares de satélites menores, que se uniriam para formar um único gerador solar. Em 2017, pesquisadores do California Institute of Technology delinearam projetos para uma estação de energia modular, com milhares de telhas de células solares ultraleves. Esse método, e outros que estão sendo desenvolvidos, permitiram construir as usinas de energia no espaço. 

Mas um dos maiores desafios é fazer com que a energia seja transmitida de volta à Terra. O plano é converter a eletricidade das células solares em ondas de energia e usar campos eletromagnéticos para transferi-los para uma antena na superfície da Terra. A antena converteria as ondas de volta em eletricidade. Pesquisadores liderados pela Agência de Exploração Aeroespacial do Japão já desenvolveram projetos e demonstraram um sistema orbital que deve ser capaz de fazer isso.

Ainda há muito trabalho a ser feito nessa área, mas o objetivo é que as usinas solares no espaço se tornem uma realidade nas próximas décadas. Pesquisadores na China projetaram um sistema chamado Omega, que pretendem ter operacional em 2050. Este sistema deve ser capaz de fornecer 2 GW de energia à rede da Terra com desempenho máximo, o que é uma quantidade enorme. Para produzir tanta energia com painéis solares na Terra, precisaria de mais de seis milhões deles.



ISSO PODE SER INTERESSANTE TAMBÉM:

importação de módulos

Recorde: Trimestre registra o maior volume de importação de módulos FV na história do Brasil

Continue lendo
tarifas de energia elétrica

Medida provisória de redução das tarifas de energia assinada pelo presidente Lula

Continue lendo
ranking global energia solar

Brasil avança para a 6ª posição no ranking global de energia solar

Continue lendo
crescimento da energia solar

, ,

Energia solar lidera crescimento recorde de renováveis em 2023, destaca estudo da IRENA

Continue lendo