Posto de combustível energia solar - Elysia solução completa fotovoltaica RS

Conheça 5 empresas gaúchas que adotaram a energia solar em 2021 – e já colhem resultados econômicos e ambientais

Publicado em de de

Fisgamos cinco projetos de energia solar fotovoltaica finalizados neste ano, em diferentes cidades e de diferentes setores de atuação – conheça os impactos da energia solar nestas empresas

Repleto de desafios, o ano de 2021 foi mais um período de consolidação da energia solar no Brasil. Impulsionada pelos reajustes tarifários e pela crise hídrica, a energia fotovoltaica também se tornou mais acessível aos brasileiros. Isso ocorreu, especialmente, por dois motivos: a redução do valor dos insumos e a expansão de linhas de crédito no país. 

No Rio Grande do Sul, a Elysia desponta como a maior referência em solução completa de energia solar. Já são mais de 600 projetos finalizados e em funcionamento, que somam 40.000 horas de instalação. Ao todo, os sistemas fotovoltaicos projetados e instalados pela Elysia já somam mais de R$ 15 milhões em economia para os gaúchos e catarinenses. 

Neste post, vamos fazer um pequeno recorte de projetos deste ano, trazendo cinco sistemas fotovoltaicos comerciais que estão em plena operação no RS. Todos eles têm algo em comum: estão gerando economia robusta para empresas, cumprindo sua função ambiental na redução da pegada ecológica e elevando a competitividade dos negócios.

Premade – Fabricante de móveis de madeira – Gravataí

Energia solar em fabricante de móveis em Gravataí - Elysia sistema fotovoltaico RS
Energia solar em fabricante de móveis em Gravataí – Elysia sistema fotovoltaico RS

Economia anual: R$ 21 mil
Redução da emissão de CO2 (anual): 20 toneladas

Fabricante de móveis de madeira rústica, a Premade, de Gravataí, deu um salto sustentável na sua linha de produção. Mirando mais economia e sustentabilidade, a empresa inaugurou recentemente seu primeiro sistema de energia solar fotovoltaica – tudo com uma solução completa da Elysia. O investimento, primordialmente, além de proteger a Premade dos novos reajustes de energia elétrica, proporciona ao negócio a tão almejada independência energética.

Localizado no passo do Hilário, em frente ao Pampa Safari, o imóvel comercial da Premade passa a ser abastecido integralmente pela energia produzida pelo sistema fotovoltaico. Isso ocorre, primeiramente, em razão de as 78 placas solares monocristalinas terem a capacidade de gerar mensalmente cerca de 2.350 kWh. Esse é consumo mínimo da empresa. A energia gerada a mais, com efeito, pode ser convertida em créditos – com possibilidade de serem abatidas em outros imóveis da Premade.

Vida – Tecnologia Ambiental – Tratamento de resíduos – Nova Santa Rita

Empresa de embalagens energia solar - Elysia sistema fotovoltaico indústria
Empresa de embalagens energia solar – Elysia sistema fotovoltaico indústria

Economia anual: R$ 55 mil
Redução da emissão de CO2 (anual): 38 toneladas

Com sede em Nova Santa Rita, na Região Metropolitana de Porto Alegre, a Vida Tecnologia Ambiental inaugurou recentemente seu sistema de energia solar fotovoltaico. Com projeto de engenharia da Elysia, a empresa recebeu a instalação de 130 placas solares monocristalinas (módulo de maior eficiência) no telhado do imóvel, que fica no distrito industrial do município, nas margens da BR-386. Os painéis, aliás, são responsáveis por produzir energia limpa suficiente para atender a demanda integral de eletricidade – o que faz a Vida atingir a independência energética.

Empresa do ramo de serviços ambientais, a companhia trabalha com foco no tratamento de resíduos hospitalares, um manejo fundamental para preservação ambiental. Com o investimento em energia solar, a Vida terá, a partir de agora, uma redução média de 89% no custo com energia elétrica. No fim do primeiro ano de operação do sistema, portanto, a projeção é de que a empresa economize aproximadamente R$ 55 mil.

Casa do Queijo – Comércio de alimentos – Imbé

Energia solar em Imbé - Elysia energia fotovoltaica RS

Economia anual: R$ 12 mil
Redução da emissão de CO2 (anual): 8 toneladas

Localizada em Imbé, no litoral norte do Rio Grande do Sul, a Casa do Queijo optou por concretizar um investimento que já começa a mostrar suas vantagens: a energia solar. A loja, que fica na tradicional avenida Paraguassú, recebeu a solução completa da Elysia. 

Não é somente um valor economizado na conta de luz. É um valor economizado que pode ser destinado para novos investimentos na empresa. Ou seja: a energia solar proporciona uma economia que pode fortalecer o negócio, aumentando sua competitividade e induzindo a um olhar mais voltado para a inovação e sustentabilidade. Para além disso, a cifra economizada se soma ao retorno do investimento (ROI). De acordo com a estimativa dos técnicos da Elysia, o ROI da Casa do Queijo está previsto para três anos.

Posto de Gasolina Coelho – Osório

Posto de combustível energia solar - Elysia solução completa fotovoltaica RS
Posto de combustível energia solar – Elysia solução completa fotovoltaica RS

Economia anual: R$ 60 mil
Redução da emissão de CO2 (anual): 40 toneladas

No encontro da BR-101 e RS-030, o tradicional Posto Coelho dá mais um exemplo de adaptação à modernidade. Desta vez, consolidando o investimento em energia limpa. Com projeto e instalação da Elysia, o posto de combustível, que também abriga um centro comercial com lanchonete e outros serviços, está produzindo sua própria energia a partir da captação de luminosidade solar. Nos telhados das edificações que compõem o complexo, foram instaladas 102 placas solares.

O sistema fotovoltaico está suprindo toda a demanda energética da empresa, a partir de uma geração média mensal de 4.564 kWh. Trata-se de uma economia que supera R$ 4 mil por mês. Ao ano, a redução do custo com energia elétrica deve chegar a quase R$ 60 mil. Representa o início de uma nova etapa no roteiro de vida do Posto Coelho.

H2H – Fabricante de produtos de couro – Ivoti

Energia solar indústria Ivoti - Elysia sistema fotovoltaico industrial Rio Grande do Sul
Energia solar indústria Ivoti – Elysia sistema fotovoltaico industrial Rio Grande do Sul

Economia anual: R$ 19 mil
Redução da emissão de CO2 (anual): 15 toneladas

Com sede em Ivoti, a H2H, fabricante de produtos de couro, é uma das empresas que não terá mais dor de cabeça com a conta de energia elétrica. Afinal, o investimento em energia solar chegou na hora certa. Além da economia impactante no custo com o consumo energético, a empresa é mais uma representante da indústria que passa a colaborar com a preservação ambiental, assim como para diminuir os efeitos da grave crise hídrica pela qual o Brasil passa.

Como resultado, a empresa deve ter uma economia anual de aproximadamente R$ 19 mil – o que corresponde a 85% do custo com energia elétrica. O valor economizado poderá ser ainda maior, uma vez que a tarifa de energia elétrica deve sofrer novos aumentos em razão da crise hídrica. A perspectiva de redução, portanto, é ainda mais impactante, o que ajuda a dar mais competitividade ao negócio.



ISSO PODE SER INTERESSANTE TAMBÉM:

Investimento em energia solar - Elysia sistema fotovoltaico Rio Grande do Sul

,

Por que 2022 é o ano decisivo para concretizar o investimento em energia solar?

Continue lendo
Energia solar em fábricas - Elysia sistema fotovoltaico Rio Grande do Sul

Com sanção de nova lei, 2022 é o último ano para investir em energia solar com as regras atuais

Continue lendo
Indústria sistema fotovoltaico - Elysia energia solar Rio Grande do Sul

,

Indústria de Cachoeirinha recebe instalação de sistema fotovoltaico

Continue lendo

Empresa de Porto Alegre vai economizar R$ 48 mil na conta de luz em apenas um ano com energia solar

Continue lendo