RS começa a incentivar empreendimentos com energias renováveis

Publicado em de de

Pessoas jurídicas terão acesso a linhas de crédito do BRDE e Badesul para instalação de empreendimentos geradores de energia limpa no Rio Grande do Sul. O governo do Estado incentivará o uso das fontes eólica, solar, hidráulica, de biomassa, geotérmica e das marés (maremotriz). Este é o foco do programa RS Energias Renováveis, lançado na manhã da última quarta-feira (3), no Palácio Piratini.

O BRDE disponibiliza R$ 496 milhões para linhas de crédito de empreendimentos de geração e distribuição de energias renováveis em 2016. Deste total, R$ 179,2 milhões já foram contratados. Já o Badesul oferece linhas de crédito até R$ 100 milhões.

Ao assinar o decreto que instituiu o programa, o governador José Ivo Sartori afirmou que com a instalação de negócios voltados à geração de energias limpas e renováveis “será possível construir um ambiente propício para o desenvolvimento”. “Trabalhamos para desburocratizar a máquina pública e abrir as portas aos investidores. O Rio Grande do Sul precisa estar em sintonia com o que há de novo. Precisa crescer para manter a competitividade”, sustentou Sartori.

O governador destacou que o programa é um trabalho “de muitas mãos. Da Secretaria de Minas e Energia, que faz da inovação o caminho. Do Badesul e do BRDE que vão possibilitar os aportes financeiros. E da Secretaria do Ambiente e da Fepam, que reduziram a espera de uma licença ambiental de 909 dias para cerca de 200”.

RS Energias Renováveis

O secretário de Minas e Energia (SME), Lucas Redecker, afirmou que o Rio Grande do Sul é um dos estados do país que mais estimula a geração de energias renováveis. Ele explica que o programa faz parte de um conjunto de ações que estão sendo colocadas em prática para fomentar o setor. “Nos últimos dois meses, o número de projetos de energia solar cresceu 50%, com a adesão do Estado ao convênio do Confaz, que incentiva a mini e a microgeração de energias limpas e renováveis”, afirmou.

Redecker disse ainda que a Secretaria está em tratativas com o Banrisul para a criação de uma linha de crédito para pessoas físicas, para a geração de energia para consumo próprio, a partir da fonte solar. O secretário anunciou ainda que o Atlas das Biomassas será lançado no próximo dia 31, na Expointer 2016.

O programa RS Energias Renováveis, criado pela SME, será supervisionado por um comitê gestor que, entre outras atribuições, será o responsável pela criação de mecanismos para a tramitação de projetos relacionados às fontes renováveis, compreendendo atividades relacionadas ao licenciamento ambiental, outorga de recursos hídricos, conexão à rede elétrica, financiamentos e comercialização de energia.

Também prestigiaram a cerimônia os secretários de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, Fábio Branco; Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Ana Pellini; Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo, Tarcísio Minetto; e os diretores presidentes do Badesul, Susana kakuta, e do BRDE, Odacir Klein.

Energia solar

  • A SME elabora o Atlas Solarimétrico, que apontará onde está e qual é o potencial do Rio Grande do Sul para explorar a energia solar. No início de 2016, o Estado aderiu ao convênio do Confaz que incentiva a mini e microgeração de energia a partir de fontes limpas e renováveis. Desde a publicação de decreto em 1º de junho, aumentou em 50% o número de projetos de energia solar e 68% de potência instalada. O Rio Grande do Sul é o segundo estado do país em potência fotovoltaica instalada no país (11%).

O sol nasce para todos!
Solicite seu orçamento e desfrute das vantagens de ser um gerador de energia: Clique Aqui!
Bom para o planeta. Bom para o seu bolso.

Elysia.
Sua energia. Nosso compromisso.

El

Fonte: Mirella Poyastro
(Link)



ISSO PODE SER INTERESSANTE TAMBÉM:

importação de módulos

Recorde: Trimestre registra o maior volume de importação de módulos FV na história do Brasil

Continue lendo
tarifas de energia elétrica

Medida provisória de redução das tarifas de energia assinada pelo presidente Lula

Continue lendo
ranking global energia solar

Brasil avança para a 6ª posição no ranking global de energia solar

Continue lendo
crescimento da energia solar

, ,

Energia solar lidera crescimento recorde de renováveis em 2023, destaca estudo da IRENA

Continue lendo