Novo marco legal energia solar

ANEEL deve publicar proposta para regulamentar o Marco Legal da Energia Solar

Publicado em de de

Nova lei estabeleceu um prazo de 180 dias para a Aneel adequar os atuais regulamentos ao Marco Legal da Energia Solar

Com atraso de mais de 60 dias, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) deve publicar nos próximos dias uma nota técnica para regulamentar a Lei 14.300/2022, que criou o Marco Legal da Geração Distribuída – ou Marco Legal da Energia Solar.

Faça agora um orçamento gratuito de energia solar para o seu imóvel

De acordo com uma publicação do portal Canal Solar, esta nota técnica tem o objetivo de apresentar a proposta que será submetida à consulta pública. O projeto se refere à adequação dos regulamentos aplicáveis à micro e minigeração distribuída. Atualmente, aliás, essas regras constam nas Resoluções Normativas 482/2012 e 1.000/2021, além da Seção 3.1 do Módulo 3 dos PRODIST (Procedimentos de Distribuição).

Conheça o Renda Solar, uma forma de investir e ganhar dinheiro com energia solar

Vale destacar que o Artigo 30 do Marco Legal estabeleceu um prazo de 180 dias, contados de sua publicação, para a ANEEL adequar seus regulamentos. Por este motivo, será preciso refazer uma proposta normativa considerando a atualização legislativa, conforme o prazo da Lei. Este prazo, portanto, venceu no dia 7 de agosto de 2022.

Normatização confere segurança jurídica ao Marco Legal

Questionada sobre a abertura da consulta pública, a ANEEL afirmou que ainda não foi aberta nova consulta sobre o tema e que isso ocorre após aprovação em reunião de diretoria da Agência.

Essa normatização da Aneel é fundamental para organizar de maneira mais segura o mercado de energia solar fotovoltaica, uma vez que as resoluções normativas existentes não estão mais de acordo com as regras do Marco Legal aprovado em janeiro.



ISSO PODE SER INTERESSANTE TAMBÉM:

, , ,

Energia limpa: crescimento de 50% em 2023

Continue lendo
ons prevê nivel baixo de reservatorios

Alerta do ONS: níveis das hidrelétricas no Brasil podem chegar a 36% até julho 

Continue lendo

, ,

Recorde de demanda de energia: Sistema Interligado Nacional responde com eficiência e sustentabilidade 

Continue lendo

, , ,

Brasil já adicionou 2 GW de energia solar em 2024 

Continue lendo